terça-feira, 26 de maio de 2009

.qualquer coisa.

ju mancin [ www.twitter.com/jumancin ]

d °_° b easy to remember, billie holiday

nem sei que tipo de coisa é essa que bate aqui dentro que chora ou clama. ou que pede mais uma dose quando a noite, enfim, acabou como o gim. se é amor ou devoção. não sei em que ponto a gente se fundiu [e confundiu]. se é saudade a angustia que me acorda no meio da noite. ou se é medo, esse calafrio que arranha a espinha. desejo. desejo louco de ficar em você. fazer parte de você. de te ouvir falando. não tem jeito! [é pra vida inteira]. sou vítima desse amor bipolar. puro. simples. simples como o sopro do miles ou do coltrane. puro como um rif de guitarra ou doce como a voz da billie. assim, de qualquer jeito, mas genuíno.amor.

deixemos de lado nossas máscaras e amemos em alto e bom som. é fácil! o amor é guerra mas eu quero paz. eu quero é mais. chega dessa sopa rala. é hora de voar! aumenta o som e chega pra cá. me dá um beijo, um abraço, um amasso e um cigarro que esse papo seu já tá de manhã…

7 comentários:

Lu disse...

Adoro tudo isso vomitado assim... faz muito mais sentido.

clap clap!

ju mancin disse...

thank you, so much!!!

raTo! disse...

olhaaaaaaaaaaaaa

Daniel disse...

"o amor é guerra mas eu quero paz"

Contraditório isso né?! Mas verdadeiro.
Lindo demais Jú essa sua tirada.
Gostei mesmo!
Beijos

Augusto César de Alencar disse...

Que belo texto!!!!
Procurei palavras, mas o "vomitado" da Lu cai bem na exlicação. Muito bom!!!!

Um devaneio disse...

Querida flor...tô indo mesmo em busca do sol do outro lado.
E o tempo como eu disse anda se consumindo por si só.
.
.
mas sempre há tempo p/ um café e uns cigarros.
.
.
Sempre.
.
.
Luz e vida.

ju mancin disse...

obrigada! obrigada! e obrigada!!!

Site Meter