terça-feira, 21 de novembro de 2006

...deixando escapar segredos...

Jú Mancin

Ouvindo Cazuza e Bebel Gilberto

Quando a gente conversa
Contando casos, besteiras
Tanta coisa em comum
Deixando escapar segredos
E eu não sei que hora dizer
Me dá um medo, que medo

Eu preciso dizer que eu te amo
Te ganhar ou perder sem engano
E eu preciso dizer que eu te amo
Tanto...

E até o tempo passa arrastado
Só pra eu ficar do teu lado
Você me chora dores de outro amor
Se abre e acaba comigo
E nessa novela eu não quero
Ser teu amigo

É que eu preciso dizer que eu te amo
Te ganhar ou perder sem engano
Eu preciso dizer que eu te amo, tanto...

Eu já nem sei se eu tô misturando
Eu perco o sono
Lembrando cada riso teu
Qualquer bandeira
Fechando e abrindo a geladeira
A noite inteira

Eu preciso dizer que eu te amo
Te ganhar ou perder sem engano
Eu preciso dizer que eu te amo, tanto...

É isso aí...

10 comentários:

Sunset disse...

Caramba...
tô sentindo que nesse blog colocaram mensagens subliminares pra eu voltar a gostar de alguém

Bela letra

Jú & Lú disse...

Não é só com vc, Sunset.
Não é mesmo...

Dor do caralho!

LU

Jú & Lú disse...

Yeah meninas!

Mas não são subliminares não.

Risos...

São explícitas.

Apaixonem-se todos os dias. Quebrem a cara a noite, e apaixonem-se de novo, no dia seguinte...

Jú Mancin

Sérgio disse...

Adorei Jú, esta letra é tão bonitinha!
Vou alugar uns filmes, tipo Bonecas Russas, preciso ver o colorido das coisas, pois, hoje, o dia está cinza!

Sérgio, Tiago e Raphael disse...

Meu deus, Sérgio! Se contenha, porra. Será que só eu sou macho naquela porra de blog?!

Sérgio disse...

Minha masculinidade está fora de questão aqui, o que vale no comentário acima é a contemplãção da dor estética.

Desafinado disse...

RS.Boa.

Jú & Lú disse...

Hahahahahahaha...

Essa doe estética é q mata!

Eu te entendo Sérgio...

Deixa a masculinidade pra lá..rs..

Eu tb queria ver o colorido das coisas...

Jú & Lú disse...

doe=dor

O Plágio disse...

sem comentários...

Site Meter