segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

.3000 pés.

mancin

d °_° b black, pearl jam

a tarde seguia quente, bonita. ainda mais bonita ali, bem no meio daquele pequeno jardim, que outrora fora o refúgio daqueles dois estranhos.

encontraram-se por acaso, ali, naquela tarde quente. conversaram. falaram de amenidades do cotidiano, cinema, trabalho, música, trânsito, tempo...falaram da vida. da vida de um, da vida do outro, da vida dos dois...

beijaram-se por acaso...

o jardim, em festa iluminou-se com o sol belo daquela tarde dourada. o chão tremeu, nem sentiram, estavam voando.

em meio a sussurros vagaram pelo passado, sonharam com o futuro.

um vento fresco cobriu o jardim, prenúncio da chuva, que viria testemunhar o espetáculo proporcionado por aqueles dois corpos desnudos, envoltos apenas num manto de desejo.

amaram-se por acaso, bem ali, no centro daquele jardim. cederam aos encantos daquela tarde quente, banharam-se na água da chuva, rolaram na grama, na lama...

devoraram-se...

lambuzaram-se...

embalaram-se...

e dormiram-se...assim, um no corpo do outro e sonharam-se, um na vida do outro.

a lua indiscreta cobriu o céu, fez-se noite no jardim.

despertaram-se...

desconheceram-se...

e por fim, quase que por acaso, separaram-se, ali, bem no meio do antigo jardim dos segredos de outrora.

4 comentários:

o canto de ossanha disse...

Vai! Vai! Vai! Vai!
Não Vou!
Que eu não sou ninguém de ir
Em conversa de esquecer
A tristeza de um amor
Que passou
Não!
Eu só vou se for prá ver
Uma estrela aparecer
Na manhã de um novo amor...

Um devaneio disse...

Ah o SOL de Teresina..rs.
Estava longe desse Sol fervoroso..
.
.
Estive por ai,por SP.
.
.
Engarrafar um pouco de frio dos Campos de Jordão e Observar pela lentes fotográficas a Fé em promessas das pessoas em Aparecida.
.
.
E lógico fazer o que adooooro...Olhar o mundo nas pessoas do mundo.
.
.
Mas sentar um pouquinho nesse inspirador jardim seria uma boa.
.
.
Bjus de Luz querida.
estive "perto" de vc

Loren's disse...

Como eu ia dizendo..
Toca Vinícius!!!

Como qualquer coisa que me vê!
Bjo!

Marcelo Pimenta disse...

o mais estranho entre dois estranhos é saber que antes do beijo, nenhum dos dois existia... como agora ficar vivo e pensante com a consciência de que o outro(a), de fato existe?

bjs Jú... esse escrito com lirismo é de contagiar uma sempre primavera!!!

Site Meter