sexta-feira, 29 de fevereiro de 2008

Sea Of Love

Lu Minami


Ouvindo: Baby Doll
(Cat Power)


O amor é coisa que penso que sei. Desde o dia que tudo aquilo borbulhou de sal dentro do meu peito. E daí, do meu sangue doce e fino, nunca mais tive notícias. Hoje anda com intranqüilidade e grosseria nas minhas veias, quando passa leva metade do caminho consigo, avassala com sal. Destrói a doçura, planta inverdades e a sede por algo que não consigo saciar.

E você com seus comprimidos de fingir felicidade, a fumaça de confusão, as girias, elogios e risos que descem como cascata de espinhos dentro dos meus ouvidos porque você é tudo que eu não quero, mas é tudo que tenho.

Cada um com a tristeza e desespero que merece. Ou desgraça, se achar melhor.

Dia desses, a gente vai parar de tentar fingir que está tudo bem e resolvido.
Nesse dia, a gente vai se odiar finalmente.
Porque amar você desse jeito eu não agüento mais.



[Baby... Don´t you want to be free?]

Um comentário:

ju mancin disse...

"porque você é tudo que eu não quero, mas é tudo que tenho."

enfim...rs...

é tudo!

foda!!!

Site Meter