segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

.vida velha.

ju mancin

d °_* b You really got me, THE KINKS

ainda hoje, me pego olhando pra trás, pro passado recente. ainda me sinto um tanto ameaçada com tamanho silêncio e me vejo parte de uma história que não é minha, que não tem nada de mim. ainda sinto medo quando meus olhos se voltam por cima dos meus ombros. [dois olhos de mercúrio iluminam meus passos a me espionar]. mas insisto, respiro e tento aos poucos, uma resposta pra essa minha confusão. onde foi que eu me perdi? voltas e voltas dentro de mim, e nada. um imenso nada asfixiante. me perco um pouco, nas sensações estranhas que me acometeram dias atrás, deixo tudo fluir e vir à tona novamente, preciso entender o que de tão forte me tornou tão ruim. uma enxurrada de sentimentos. breu.

quantas mentiras constituem uma verdade?

aos poucos meus pensamentos se alinham. retomo as rédeas de mim. volto aos trilhos e sinto, que tudo não passou de um sonho ruim. pensamentos bons... [pensamentos bons te fazem voar.]

na tela, as letras éfe.i.ême encerram a sessão.

quanta besteira à troco de quê? NADA.

aquilo que me arrancou de mim, me tirou do eixo, hoje não passa de uma brincadeira de fim de tarde, um esconde-esconde às escuras com sonic youth de trilha sonora. o saldo negativo: uma imensa falta de expressão, apatia e desarranjo... do lado bonito da coisa, lindas lembranças, péssimos exemplos mas ótimas influências, cores brilhantes que tingem imensos túneis coloridos, e no fim, sempre no fim, reluzentes estrelas rasgando o horizonte.

naturalmente sorrio. meu reencontro comigo me guarda um tanto mais de minha pouca loucura, da minha muita bobagem. a velha estrada de volta pro oeste [sempre pro oeste!], o velho acostamento, o velho blues e a velha vitrola, mais um uísque com o velho Bull Lee, naquele velho balcão, as velhas rimas e minha velha confusão.

estou de volta, velha vida!!!!

meu coração não se cansa de ter esperança

de um dia ser tudo

o que quer

meu coração vagabundo quer guardar o mundo

em mim

6 comentários:

Marcelo Pimenta disse...

fico pensando no quanto de poder há nessas letras, palavras, frases e expressões...
a alma ainda é a única coisa que não saí de moda!

bjs parabpens pela escrita tão bonita!

Daniel disse...

Poxa, tinha feito um comentário legal pro que li aqui, mas deu pau e eu perdi tudo. Que merda. Bom, vamos lá mas mais resumidamente:

Achei bem pessoal essa postagem o que me fez remeter a epocas confusas da minha vida tb... vivi uma a pouco e nessas horas lembro da minha infância e do walkman no ouvido.

You really got me é demais, tanto a original quanto a do Van Halen.

Jú, acho que aceito sua ajuda pra colocar a last no meu blog, já fiz minha conta na last mas não consigo colocar no meu blog.

Beijosss

Lu disse...

"A arte é a mentira que nos permite conhecer a verdade"

Disse isso o dono de todos os amores, Picasso.

Entao é isso. Quantas mentiras constituem uma verdade?
Todas as que não arrancarem pedaços da sua alma.

beijo

ju mancin disse...

bom seria passar imune pelas que partem a alma, são essas as que me fascinam, bem sabe vc, né japa?!

beijo.otro.tchau!

Sunset disse...

gostei das minúsculas depois dos pontos

raTo! disse...

maluco este texto, hein!
curti!
Beijo

Site Meter